tDAR Logo tDAR digital antiquity

A Cultura Tropical e a Origem da Antropização da Amazônia

Author(s): Marcos Magalhães

Year: 2017

» Downloads & Basic Metadata

Summary

Arqueólogos estão revelando que além de terem domesticado algumas plantas para consumo, como a mandioca, por exemplo, os indígenas teriam agido de modo a cultivar florestas inteiras! Além disso, pesquisadores de diferentes áreas do conhecimento estão confirmando que a formação de parte das florestas e biodiversidade amazônicas, é produto da seleção cultural de espécies. A consequência disto foi que, muito provavelmente, boa parte das florestas conhecidas como naturais seriam, na verdade, obra do engenho humano. Isto é, de origem antrópica. Em cavernas localizadas no topo da serra de Carajás existem evidências de que populações caçadoras-coletoras, que teriam chegado na Amazônia no início do Holoceno há mais de 11000 anos, já exerciam impactos significativos sobre o ambiente. Em termos gerais, muito provavelmente, essas populações viviam da caça, da coleta, da pesca, do manejo e, posteriormente, também do cultivo de pequenas roças. O conjunto dessas ações vai constituir um processo civilizador de longa duração conhecido como Cultura Tropical. Foi durante a Cultura Tropical, portanto, muito antes das populações sedentárias horticultoras, que foi iniciado o manejo, a domesticação de plantas e, inclusive, a produção artesanal de cerâmica.


This Resource is Part of the Following Collections


Cite this Record

A Cultura Tropical e a Origem da Antropização da Amazônia. Marcos Magalhães. Presented at The 81st Annual Meeting of the Society for American Archaeology, Vancouver, British Columbia. 2017 ( tDAR id: 429773)


Keywords

Geographic Keywords
South America


Spatial Coverage

min long: -93.691; min lat: -56.945 ; max long: -31.113; max lat: 18.48 ;

Record Identifiers

Abstract Id(s): 15162

Arizona State University The Andrew W. Mellon Foundation National Science Foundation National Endowment for the Humanities Society for American Archaeology Archaeological Institute of America